Ring 0: Birthday (2000)

リング0 バースデイ © Toho Co.

 
    
 
Título Original リング0 バースデイ (Ringu 0: Bâsudei)
a.k.a. Ring 0: O Chamado (BRA) 
Gênero Gendaigeki, Horror, Shinrei-mono
Diretor Norio Tsuruta
Roteiro Hiroshi Takahashi
Cinematografia Takahide Shibanushi
Música Shinichiro Ogata
Produtor Takashige Ichise, Masato Hara
Estúdio Toho Co.
Duração 99 min.
Lançamento 22 de Janeiro, 2000
 
Estrelando Yukie Nakama (Sadako Yamamura), Seiichi Tanabe (Hiroshi Toyama), Kumiko Aso (Etsuko Tachihara), Takeshi Wakamatsu (Yusaku Shigemori), Ryushi Mizukami (Wataru Kuno), Yoshiko Tanaka (Akiko Miyaji)

Sinopse 30 anos antes dos eventos retratados no filme Ring, a repórter Akiko Miyaji investiga o paradeiro de Sadako Yamamura, que já não vive na ilha de Oshima. Em vez disso, a jovem Sadako está trabalhando em uma pequena companhia de teatro em Tóquio. Tanto a trupe quanto a equipe de produção não gostam dela, sentindo-se estranhamente desconfortável em sua presença, exceto por Hiroshi Toyama, um dos engenheiros de som. Sadako e Hiroshi são atraídos um pelo outro, e iniciam uma relação cândida. No entanto, a morte inexplicável de um dos membros do elenco deixa todos muito apreensivos, especialmente Sadako, que teme algo extremamente poderoso e maligno está acordando dentro dela, algo que em breve ela não poderá controlar. 

Adaptação Ring 0: Birthday é baseado no conto “Lemonheart”, um das três histórias da antologia Birthday, lançada pelo autor Koji Suzuki em 1999.

Prêmios

2001 Fantasporto – Festival Internacional de Cinema do Porto
Melhor Filme (nomeado)

Videogame Uma adaptação dos romances para videogame foi lançada para o console Dreamcast em 2000, produzida pela companhia Infogrames e intitulada The Ring: Terror’s Realm. Outro jogo, uma novela visual desenvolvida pela empresa Kadokawa Shoten para o console portátil WonderSwan chegou às lojas no mesmo ano com o nome Ring: Infinity.

Franquia A versão cinematográfica de Ring resultou em adaptações para mangá e muitos outros produtos, como brinquedos, roupas e suvenires. Outros derivados incluem um programa de rádio transmitido em 1996, simplesmente chamado The Ring, uma casa mal-assombrada com o tema Ring no zoológico de Tobu, em Saitama e atrações temáticas interativas produzidas pela cadeia “Joypolis” de mega-fliperamas da SEGA, que estiveram abertas ao público por tempo limitado.

Recursos

Artigos Resenhas Estudos Acadêmicos
____________________
Referências
JHMDb: Ring 0: Bâsudei (Inglês)
IMDb: Ring 0: Bâsudei (Inglês)
The Ringworld (Inglês)
MobyGames: The Ring: Terror’s Realm (Inglês) 
Kalat, David. J-Horror: The Definitive Guide to The Ring, The Grudge and Beyond. New York: Vertical, 2007.
Anúncios


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s